A vida apos a morte

27/12/2012

Apos a morte de seu marido em um acidente fatal envolvendo um ônibus de trasporte publico e um trem de passageiros na Argentina, em setembro de 2011. Esposa pediu autorização judicial para a extração de espermatozóides pós-morte e agora lutam para satisfazer o desejo que ela tinha com o marido para ter um filho.

Veja ao video do acidente:

Cecilia e Paulo estavam começando o tratamento de fertilidade, para de realizar o desejo de ter um filho, quando foram surpreendidos pelo acidente entre um ônibus de transporte público e um trem de formação urbano, no bairro de Flores em Buenos Ares na Argentina, no dia 13 Setembro de 2011. Paulo foi um dos 11 mortos no acidente, devido a negligência do motorista da linha de ônibus que tentou atravessar o sinal vermelho e a barreira bloqueado em 45 graus. O desejo de se tornar uma mãe foi interrompido, até agora. "Quando estávamos saindo do necrotério, meu amigo teve um momento de lucidez que vou agradecer toda a minha vida. Disse-me para perguntar se eles poderiam extrair espermatozoides do marido falecido, para que pudesse continuar nosso projeto de ter um filho. Fiquei chocada, eu não entendia o que estava acontecendo. Mas perguntei a um juiz e ele autorizou a um especialista, que fez uma biópsia testicular e extraiu uma amostra de esperma para congelar ", disse Cecilia em uma entrevista publicada no jornal La Nación .


 A extração poderia acontecer seis horas após a morte de uma pessoa. Porem a decisão foi tomada uma hora mais tarde, ou seja 7 horas depois do falecimento de Pablo. Os especialistas não tinham garantia se os espermatozóides estavam em boas condições. Porem a biópsia foi realizada às 12 horas após a morte e as expectativas dos profissionais não eram das melhores.

No entanto, os resultados foram surpreendentes para toda a equipe médica. "Em 12 horas, ainda havia espermatozóides vivos. É tempo máximo que que os especialistas viram até os dias atuais.
O material está preservado na clínica para evitar a adulteração até o uso autorizado da justiça. Diz a viúva: que agora só aguarda a autorização judicial alem se recuperar emocionalmente da tragédia. Ela também tem o apoio de seus sogros, seus pais, familiares e amigos diz ela que graças a eles, vai continuar este projeto. "A chegada de um filho, que era seu desejo, vai ser uma alegria para todos", concluiu Cecília".

0 comentários :




Enviar Postagens

Divulgue o Blog!

Youtubo humor

Politicas de privacidade

Estatisticas

Future Google PR for youtubo.net - 4.84