Tudo sobre os times brasileiros na a Libertadores 2013

27/01/2013

Confira como estão os brasileiros para a Libertadores 2013 

O Brasil teve pelo menos um representante em nove das últimas dez finais da Copa Libertadores. Com três títulos consecutivos (Internacional em 2010, Santos em 2011 e Corinthians em 2012), os seis times brasileiros que jogarão a competição em 2013 começam a disputa como favoritos. Entre os 6 Brasileiros, Corinthians, São Paulo e Fluminense parecem estar um passo a frente das demais equipes por fechar o ano de 2012 com chave de ouro com títulos nacionais e internacionais por contar com elencos fortíssimos de nível europeu.


Corinthians


Alexandre Pato: novo xodó da Fiel
 Atual campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, o Corinthians entra na 54ª edição da competição continental como grande favorito, no grupo 5, ao lado de Millonarios-COL, San José-BOL e Tijuana-MEX. Como se não bastasse a manutenção do elenco de 2012, o Timão ainda contará com um reforço de peso: Alexandre Pato, que custou aos cofres do clube 15 milhões de euros (cerca de R$ 45,5 milhões) e se tornou a contratação mais cara da história do futebol brasileiro. Além do ex-atacante do Milan, o técnico Tite também viu seu elenco fortalecido pela chegada do zagueiro Gil, ex-Valenciennes-FRA, e do meia Renato Augusto, que estava no Bayern Leverkusen-ALE. 

Destaque: Paulinho
 Tido como um desconhecido em sua chegada ao time de Parque São Jorge, no ano de 2010, o volante Paulinho se tornou peça fundamental no meio de campo do Corinthians. Em 2012, o camisa 8 do Timão acumulou convocações para a Seleção e foi um dos principais destaques do time na conquista do inédito título da Libertadores. Assediado por clubes da Europa, Paulinho garantiu a permanência no Corinthians para tentar a conquista do bicampeonato da competição.

 São Paulo 

Lúcio: Novo Xerifão do Tricolor
 Clube brasileiro que mais vezes venceu a Libertadores (ao lado do Santos), com três conquistas, o São Paulo volta a disputar a competição depois de três anos. Se passar pela pré-Libertadores, o time do Morumbi entrará no grupo 5, ao lado de Atlético-MG, The Strongest-BOL e Arsenal de Sarandí-ARG. Atual campeão da Sul-Americana, o Tricolor Paulista não contará com o meia-atacante Lucas, grande destaque da equipe em 2012, vendido ao Paris Saint Gemain. A diretoria trabalhou para reforçar o elenco. O zagueiro Lúcio, campeão do mundo pela Seleção em 2002, e os atacantes Aloísio e Wallyson devem fazer parte do elenco de Ney Franco (além do lateral esquerdo Carleto, que voltou de empréstimo). O meia Paulo Henrique Ganso, contratado em 2012, e Jadson em excelente fase são fundamentais na criação de jogadas para o artilheiro da equipe, Luís Fabiano. Já no primeiro jogo contra o Bolívar o São Paulo humilhou seu adversário com uma goleada de 5 a 0. 

Destaque: Rogério Ceni 
Aos 40 anos, Rogério Ceni ainda transmite segurança para a torcida são-paulina. Jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube e goleiro com mais gols marcados no futebol mundial, o camisa 1 tricolor ainda busca mais glórias. Presente nas três conquistas da Libertadores (em 2005 como titular), o capitão do time é a referência dentro de campo para os demais jogadores.

 Fluminense


Deco: Símbolo da experiencia do Flu
 No grupo 8, com Caracas-VEN, Huachipato-CHI e o vencedor do confronto entre Grêmio e LDU-EQU, o Fluminense segue o exemplo do Corinthians, e aposta no elenco que conquistou o título do Campeonato Brasileiro em 2012. O experiente Deco, um dos principais jogadores do time comandado por Abel Braga, terá a companhia de Felipe no meio de campo, que rescindiu contrato com o Vasco e chegou para reforçar o Flu na disputa da Libertadores. Além do meia de 35 anos, a diretoria também trouxe o lateral Wellington Silva, ex-Flamengo, o meia-atacante Rhayner, do Náutico, e o lateral-esquerdo argentino Fabián Monzón, emprestado pelo Lyon-FRA. 

Destaque: Fred Fred
 Esteve com o Fluminense em um dos piores momentos da história recente do clube. O ano era 2009, e o péssimo desempenho da equipe no Campeonato Brasileiro tornava o rebaixamento uma questão de tempo. Na reta final da competição, os comandados de Cuca desmentiram todas as probabilidades negativas com uma reação inesperada, e se livraram da queda para a Série B. Dentro de campo, os gols de Fred foram fundamentais nos últimos jogos. Artilheiro e melhor jogador do Brasileirão em 2012, o centroavante é a grande arma do Flu na Libertadores. 

Atlético Mineiro 


Ronaldinho: Principal carta do Galo
Vice-campeão brasileiro, o Atlético-MG volta a disputar a Libertadores após 13 anos. Melhor ataque da última edição do Brasileirão, com 64 gols, o Atlético ainda se reforçou para a disputa da Libertadores. Morais, Rosinei, Alecsandro e Araújo chegaram para aumentar o poder de fogo do Galo. No grupo 3, com The Strongest-BOL e Arsenal de Sarandí-ARG, o time mineiro pode encontrar um brasileiro logo na fase de grupos. Para isso, basta o São Paulo eliminar o Bolívar-BOL na pré-Libertadores. 

 Destaque: Ronaldinho
 Sem receber salários no Flamengo, Ronaldinho chegou ao Atlético em 2012 para a disputa do Campeonato Brasileiro. A contratação do jogador foi vista com ressalvas por boa parte da imprensa e dos torcedores. Mas o melhor jogador do mundo por duas vezes (eleito pela Fifa em 2004 e 2005) respondeu à desconfiança dentro de campo, e foi um dos grandes responsáveis pela volta do Atlético-MG à competição continental. 

Grêmio


Vargas: Novo atacante do Grêmio
 Bicampeão da Libertadores, o time treinado por Vanderlei Luxemburgo tem o meio de campo formado por Souza, Fernando, Elano e Zé Roberto como principal setor. O ataque, comandado por Marcelo Moreno, ainda foi reforçado pelo chileno Eduardo Vargas, destaque da Universidad de Chile na conquista da Sul-Americana de 2011, que foi emprestado pelo Napoli-ITA. Se eliminar a LDU-EQU na pré-Libertadores, o Grêmio entrará no grupo 8, que tem Fluminense, Caracas-VEM e Huachipato-CHI. Lembrando que o Grêmio já foi derrotado contra o LDU no primeiro jogo por 1 a 0 e agora precisa vencer no estádio Olímpico em Porto Alegre por uma diferencia de mais de dois gols e não levar gols pois pelo critério de gols como visitante a LDU levaria certa vantagem e forcaria ao Grêmio a vencer por mais de 3 gols de diferença. Caso contrario a equipe gaúcha ficaria eliminada já na pré-libertadores e não disputaria a fase de grupos. 

 Destaque: Zé Roberto
Aos 38 anos de idade, Zé Roberto continua esbanjando a boa forma física. Homem de confiança do técnico Vanderlei Luxemburgo, o camisa 10 do Tricolor Gaúcho disputará sua segunda Libertadores. Na primeira oportunidade, em 2007, também comandado por Luxemburgo, foi o destaque da equipe do Santos, eliminada na semifinal da competição pelo próprio Grêmio.

Palmeiras 


Fernando Prass novo goleiro do Verdão
Das equipes brasileiras é a que passa pelo pior momento. Com vaga garantida na Libertadores pela conquista da Copa do Brasil, o Palmeiras viu as eleições e a falta de dinheiro atrapalharem o planejamento do time para a temporada 2013. O Verdão está no grupo 2, com Libertad-PAR, Sporting Cristal-BOL e o vencedor do duelo entre Tigre-ARG e Deportivo Anzoátegui-VEM. Apenas dois reforços foram contratados: o goleiro Fernando Prass e o lateral-direito Ayrton. O meia argentino Riquelme não será contratado por decisão da nova diretoria, e ainda teve varias desvinculações de jogadores que foram para outros clubes. A maior esperança é ter reforços das categorias de base do clube. O time ainda é comando por Gilson Kleina, mesmo técnico rebaixado pela segunda divisão do Brasileirão 2012. 

Destaque: Barcos
 O centroavante argentino Hernán Barcos assustou a torcida com a possibilidade de deixar o time por conta do rebaixamento. Com contrato renovado até o fim de 2016, o “Pirata” é o grande nome do time para a disputa da Libertadores. Com 27 gols no ano de estreia, o jogador projeta balançar as vezes 28 vezes neste ano.



Carlos Bianchi: Tetra campeão da 

Libertadores volta a comandar o Boca.
Além das equipes brasileiras ainda contamos com equipes tradicionais e de muita experiencia na Libertadores, além de ter elencos fortes tal é o caso do Boca Juniors e Vélez Sarsfield da Argentina, o Peñarol e Nacional do Uruguai e o Universidad de Chile. Não seria surpresas equipes como o Newell's Old Boys da Argentina, Cerro Porteño e Olímpia do Paraguai e o Toluca do México dar trabalho a todo mundo e até correr em busca do título, pois são equipes muito forte, tradicionais, e estão em um bom momento em seus países.




Quem será o campeão da Libertadores 2013?
São Paulo
Fluminense
Grêmio
Atlético Mineiro
Palmeiras
Corinthians
Boca Juniors
Vélez Sarsfield
Peñarol
Universidad de Chile
Nacional de Montevideo
Votar
resultado parcial...

0 comentários :




Enviar Postagens

Divulgue o Blog!

Youtubo humor

Politicas de privacidade

Estatisticas

Future Google PR for youtubo.net - 4.84